ADMINISTRAÇÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES – O QUE FAZ?

Tempo de leitura: 6 minutos

A produção e as operações são as funções centrais das organizações por ser responsáveis pelo alcance do objetivo principal da empresa, sua missão de produzir bens ou realizar serviços. Por isso a administração da produção é algo essencial nas organizações e devido sua grande importância, esse foi o tema escolhido para o dia de hoje.

O que é administração da produção?

Hoje não usamos mais apenas o termo de administração de produção, e sim administração de produção e operações devido sua abrangência, sendo que o termo “produção” está geralmente ligado a atividade industrial e “operações” refere-se à prestação de serviços.

Administrar a produção e as operações significa organizar da melhor maneira possível os recursos disponíveis destinados a produção de bens ou serviços, a fim de atender os desejos e necessidades dos consumidores. Para isso são feitos estudos e utilizadas técnicas de gestão da produção de bens e serviços.

O processo de produção

Produção é a área onde são desenvolvidos produtos e serviços através dos insumos (materiais, informações e consumidores) e de um sistema lógico, criado para realizar essas transformações. A gestão da produção é responsável pela produção de bens e serviços que são disponibilizados ao consumidor

O processo de produção abrange desde a entrada de recursos que serão transformados (imput), os quais são submetidos ao processo de transformação (ou processo produtivo) e os recursos transformadores, até o momento de sua saída (output) dando origem ao produto final.




 

Vamos exemplificar em etapas:

Entrada (imput) / Recursos a serem transformados:

São os insumos que serão utilizados para fazer um determinado produto e que sofrerão mudanças por meio do processo produtivo. Como exemplos de recursos a serem transformados podemos citar:

  • Materiais: Matérias-primas e componentes ( podem ser de origem animal, vegetal, mineral. Como madeira, aço, plástico, etc.)
  • Informações: dados que são processados em informações que possam ser melhor compreendidas pelo público. Alguns profissionais e empresas que fazem esse tipo de transformação são: Contadores, empresas de telecomunicações, jornais, etc.
  • Consumidores: são os serviços que são oferecidos para os consumidores, como: hotéis, médicos, industriais de entretenimento, entre outros.

Recursos transformadores:

São os que agem sobre os recursos a serem transformados. Fazem parte do processo de produção, mas não são transformados, apenas atuam e permitem que a transformação aconteça. São exemplos de desses recursos:

  • Instalações: prédios, máquinas, equipamentos, terrenos, etc.
  • Funcionários: que operam, planejam e administram a produção.
  • Conhecimento: tecnologia inerente ao processo de produção e o domínio técnico sobre o processo.

Transformação/ Processo produtivo:

É a fase do processo que transforma os elementos usados no processo de produção. É onde ocorre a mudança de fato:

  • Processamento de materiais: se refere à transformação de suas propriedades físicas, alterando sua composição, forma ou características. Pode ser relacionado a localização, como entrega de encomendas, relacionado a sua acomodação ou estocagem ou relacionado a sua posse, como vendas no varejo. O processamento de matérias ocorre nas organizações do tipo manufatura, empresas de mineração, varejo, armazéns, transportadoras, etc.
  • Processamento de informação: Transforma a forma da informação. Pode ser referente a sua posse, por exemplo a venda dos resultados de uma pesquisa de mercado, sua localização, como telecomunicações ou ser referente a sua estocagem, por exemplo os arquivos de uma biblioteca. Esse tipo de processamento é feito por contadores, advogados, bancos, empresas de pesquisa e marketing, etc.
  • Processamento consumidores: Transforma suas propriedades físicas, como um SPA, cabeleireiro. Acomodação dos consumidores, como hotéis. Podem mudar sua localização, por exemplo, serviços de transportes. Podem alterar também seu estado fisiológico, como hospitais e restaurantes ou ainda podem alterar seu estado psicológico como serviços de entretenimento, cinemas, parques.

Saídas (output)/ Produto Final:

É quando o produto já sofreu a transformação necessária e atingiu sua forma final desejada.




 
Segue abaixo um esquema do processo produtivo:

Tipos de operações da produção

A gerência de operações trata das seguintes variáveis presentes no processo de produção:

– Volume: Um sistema de grande volume de produção possui um alto grau de repetição de tarefas. O que possibilita a especialização de trabalhadores, e a sistematização da produção. O resultado mais importando disto é o custo unitário baixo, devido os custos fixos serem diluídos em um grande número de produtos.

Já em sistemas com baixo volume de produção, existe um número pequeno de funcionários, não havendo grande repetição de tarefas. Isso pode ser mais gratificante para o funcionário, porém é prejudicial à sistematização. Além disso, o custo unitário é bem mais alto, pois é pouco diluído.

Via de regra, quanto mais se produzir, menor o custo unitário e menor o preço do produto.

– Variedade: Refere-se a produtos ou serviços altamente padronizados e produtos e serviços altamente flexíveis e customizáveis. Por serem padronizados os produtos possuem uma taxa de erros menor, gerando custos mais baixos e consequentemente uma maior qualidade.

– Variabilidade (de demanda): Ocorre em negócios de alta variação de demanda podendo ser instável ou estável.

  • Demanda instável – podemos citar como exemplo dessa demanda um hotel localizado na praia, pois geralmente ele fica cheio na alta temporada, mas vazio na baixa.
  • Demanda estável – como exemplo podemos utilizar também um hotel, porém localizado na frente de uma rodoviária movimentada.

O custo unitário do primeiro caso acaba sendo maior, e ele deve se adaptar para contratar funcionários temporários, etc.

Visibilidade: Tem haver com a exposição da operação para os clientes.

Operações de alto contato: exigem funcionários qualificados e com boas habilidades de interação com o público. Como exemplo temos o mercado de varejo onde os funcionários devem ser treinados para executar bem suas tarefas.

Operações de baixo contato: Não exige tanta qualificação dos funcionários e a empresa tem custos mais baixos devido a isto. Um exemplo de operação de baixo contato é o e-commerce. A visibilidade baixa tolera prazos de entrega mais longos, e por isso podem trabalhar com menor estoque.

Então é isso… a administração de produtos é o que diferencia uma empresa vencedora e com lucros de uma empresa que não planeja suas ações e perde dinheiro.

A importância de uma produção bem administração é igual ao bom funcionamento de todas as peças de uma máquina, onde caso uma peça tenha defeito, a máquina toda para. Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta